Páginas

Pó da Terra

Que levanta atrás de...
Nosso caminho pontilhado de estrelas...
a vida que passa bem depressa,
e depressa TUDO passa ...
Nossa memória é pequena mas as lembranças são eternas ...
Sinto o passado,absorvo o presente,
espero merecer o futuro...



Associação dos Surdos de São Paulo

História de SUCESSO !!!

Associação fundada em 1954, tem por objetivo :
- Integrar o surdo à sociedade; Divulgar a Língua Brasileira de Sinais;
- Defender os direitos dos surdos; Ajudar na educação familiar dos surdos.

Após ganharmos o espaço físico para participar da REATECH -
tivemos 6 dias úteis para correr...Patrocínio, não conseguimos...
Ajuda financeira, não conseguimos...Incentivo nenhum !

O jeito foi correr mesmo e fazer o banner, camisetas e folhetos com o pouco recurso
que a associação tinha e rezar para fazer bonito na Feira Internacionalde Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade.

Mas compensou, na campanha por novos sócios a Associação conseguiu
um total de 352 novas fichas , muitos contatos foram feitos com surdos e ouvintes.





Emily - uma surfista muito especial

Equipe feliz e motivada

Ocupamos todos os espaços do estande




Carlos Perl ( 1°direita) é uma figura !


Não me conhecia, não conhecia a associação , não conhecia o surdo.
Mas me liga e fala que podemos ocupar um espaço do seu estande.

Mal sabia ele que o espaço ia ser ocupado MESMO!


Ficou impressionado com a dimensão que a falta de comunicação
do surdo afeta na socialização com a sociedade ouvinte.

Já está completamente incorporado aos problemas dos surdos,
tanto que já conseguiu uma coluna "Quebrando o silêncio" na Revista Reação

O projeto do INIS no momento é o Centro Náutico Adaptado
- escola de vela adaptada, remo , surf e nado - esportes que os deficientes
auditivos adoraram poder conhecer de perto !

Colaboradores do projeto :
Edgard Rucco - professor de remo do Clube Paulistano
Renato Valentim - Coordenar de Vela Paraolímpica / Clube Paradesportivo Superação
responsável pelo Barco a Vela exposto - um Day-Sailer adaptado
Luis Carlos Gusmão - Administrador de Empresas e Sócio do INIS
Pirata - escola de Surf adaptado


Gustavo de Amorim



O Gustavo de Amorim é uma gracinha de menino, é dificil perceber a sua surdez.

Na sua luta pela inclusão publicou um livro chamado "Manual bem-humorado
dos privilegiados auditivos" e prepara a edição do 2° livro.

Bem humorado ele preparou tudo sózinho, estande , banner e
apresentação do seu livro que autografava na sua mesa.

Tirava um tempinho para o almoço e um lanche e voltava ao seu posto solitário.

Mais que tudo um guerreiro !

A capa do seu livro e a legenda do post ,tem haver com a estória do sapinho que ultrapassou todas as barreiras e boatos chegando ao cume da montanha e ganhando a mão da princesa.

Não conhece a estória ? compra o livro !!!

Manual bem-humorado dos privilegiados auditivos- Gustavo de Amorim







Tarte Tatin ou torta de maçã !

A minha amiga da cerâmica a Fran
pediu receitinhas no meu blog, adoro comer bem,

mas não sou de cozinhar !
colocar uma receita aqui, tinha que ser especial.

Eu ADORO torta de maçã,
mas tem que ser a original francesa "tarte tatin"

Tarte Tatin

"Duas irmãs, cujo sobrenome era Tatin, eram proprietárias de um hotel-restaurante em Lamotte-Beuvron, na França. A intenção das duas era preparar uma simples torta de maçãs.
Por um descuido,dizem as más línguas que uma delas estava de olho num cliente para lá de bonitão, ela colocou a torta ao contrário – com o lado das maçãs para baixo na forma e a massa para cima. Colocadas nesta posição, passaram um pouco do ponto ficando um pouquinho mais queimadas que o normal. O resultado foi uma torta “às avessas”, caramelizada e suavemente crocante. Em Paris, a Tarte Tatin foi servida pela primeira vez no Maxim’s, onde acabou se tornando uma especialidade da casa."
Ingredientes:
250g de farinha de trigo ; 225g de manteiga; 1 ovo ; 1/3 de copo d'água
10g de sal e 100g de açúcar
10 maçãs verdes descascadas e cortadas em meia-lua.


Preparo: Comece preparando a massa, dispondo a farinha em coroa sobre uma pia.
(eu uso mesmo massa podre pronta da Arosa, segredo ! )
No meio coloque o ovo, sal e a manteiga. Misture com as mãos e vá aos poucos despejando a água. Com as palmas das mãos vá misturando até formar uma massa homogênea.

Abra a massa com um rolo formando um disco com o diâmetro da forma a ser usada. Unte o fundo da forma com manteiga e pulverize com 50g de açúcar. Disponha por cima as maçãs em camadas com o restante do açúcar e finalmente os 25g de manteiga, em pedacinhos.

Coloque em fogo brando por 15 minutos, aproximadamente, ou até perceber, pelas laterais, que o açúcar tomou cor de caramelo. Tampe a forma com o disco de massa, cobrindo todas as maçãs. Leve ao forno médio por 20 minutos, ou até que a massa fique levemente dourada.
Coloque um prato sobre a forma e vire a torta com cuidado certificando-se que nada ficou colado no fundo. Sirva morna, de preferência.





Agora quer minha sugestão mesmo :
sirva com um vinho branco de sobremesa de Sauterne,
para ajoelhar e rezar !!!










uma histórinha !

Quero postar esta história para minhas novas amigas Beth e Yeda Arouche

Em 2001 em viagem para a Índia, embarcamos num total de 13 pessoas
para passar o carnaval viajando pela Índia e Nepal,comprei uma bolsa preta de couro com 2 divisões que achei seria ideal para separar passagem/passaporte dos outros itens de viagem.


Já no embarque comecei a xingar a bolsa, pois nunca acertava a divisão do dinheiro ,
ou do passaporte ou não achava o que eu queria no momento.


No 5° dia de viagem , estávamos na cidadezinha de Puttaparthi do Ashram de Sai Baba,
quando numa das "lojinhas de coisas inúteis que não vou usar nunca" fiquei encantada
por um objeto que nem sabia para o que servia, custava mais ou menos US$ 18,00.


Não era nada que eu precisava (aliás ninguém precisava de nada daquela loja) e nem me lembro se alguém comprou alguma coisa lá, mas estávamos eu a Vera e a Janice
perguntando e perguntando o preço de cada objeto que estava exposto ( que caroço!).


Depois de um bom tempo perguntando preços , a vendedora me fez a seguinte proposta:

se eu não queria trocar minha bolsa de couro "da qual ela gostou muito" por um
dos objetos que eu tinha gostado mas não estava muito entusiasmada em levar.


Aquela bolsa, que eu estava odiando , que eu queria jogar fora era o objeto de desejo
daquela mocinha tibetana exilada na Índia;
na hora pedi para a mocinha um saco plástico
para colocar as minhas coisas e na mesma hora entreguei a bolsa para ela,
que estava simplesmente pasma !

ela abraçou a bolsa no peito e me falou :
" eu estou muito feliz, você também ficou feliz ?"


Eu fiquei "tão"feliz quanto ela, não só pelo fato de que me livrei da bolsa no momento

oportuno, como também fiquei feliz por ela ter apreciado tanto a nossa troca,
foi tudo tão singelo, tão simples ...


Depois até o final da viagem , todos do grupo em algum momento lembrava que estava
feliz por causa de alguma coisa e lembrávamos do ocorrido.

eu de mochila velha



Lá estou eu embarcando com minha mochila velha , feliz da vida por achar minhas coisas na hora que queria , e muito feliz pela mocinha da bolsa.

Moral da história: nem sempre grandes atitudes fazem outras pessoas felizes,
às vezes ( e muitas vezes) pequenos gestos , pequenos carinhos são mais apreciados pela outra pessoa, que nos deixam também muito felizes.

Não deixem de ver as pinturas da Yeda Arouche !

PRECISO DIZER ...




" Só viver é insuficiente,disse a borboleta.
Precisamos de sol,liberdade e uma pequena flor."
H.Christian Anderson


" Se você obedece todas as regras,perde toda a diversão"
Katherine Hepburn


" Quando sou boa, sou ótima, mas quando sou má,
sou muito melhor "

Mae West





manter o nível !

Decidi montar um blog para poder me expressar
não só perante a vida mas com amigos,
muitos dos quais não encontro com a frequencia desejada.
Muito temos para falar e pouco tempo para conversar.
sinto falta de uma época em que nossos
encontros eram mesmo para trocar idéias,
não tínhamos celular,
não tinhamos tantos shoppings, cinemas e outras diversões
e o bom mesmo era sentar na mesa de um bar, na rua mesmo
e conversar durante horas,
alguém tem feito isso ultimamente?

Muita gente tem blog, Kelly Key e Bruna Surfistinha inclusive,
mas eu sou de capricórnio, e sou exigente comigo mesmo
me cobro em manter o nível e expectativas bem altas,
demorei para postar novamente, recebi críticas e elogios,
não quero me deixar banalizar,
a vida já está banal demais para meu gosto.

O texto da Danuza vou guardar para sempre, me descreve em
minúcias, apenas não vou deixar de ir para Índia pois ela está na
moda desde sempre,estou na fase do verde e laranja, não sei qual
é a cor do verão.

Outra coisa ,ADORO FESTEJAR, e meu aniversário é 2 de janeiro para quem
esqueceu !

Verdade e Mentiras...



não sei se a foto é real mas gosto da mensagem,
o que se vê é apenas uma parte do problema
o que está por de baixo da água é o que realmente importa,
não é ?
a vida não é assim ?


OS INCONFORMADOS !

A Danuza Leão é o máximo, sempre foi criticada,
agora sei ...
Este texto foi publicado na véspera de ano novo (2007)
e merece atenção, aproveite !

Danuza Leão



A MALDIÇÃO DOS QUE NÃO SE CONFORMAM

--------------------------------------------------------------------------------

A cada vez que fazem o que se costuma fazer nas datas certas, 
como todo mundo, sofrem, e muito !

--------------------------------------------------------------------------------


NINGUÉM DECIDE ser inconformado; eles nascem assim, ou não.
O universo dos que não se conformam é único.
Sem nem se dar conta, eles compram as revistas de moda só para fazer exatamente o contrário do que elas mandam.
Se foi decretado que o amarelo é a cor desse verão, o inconformado não precisa nem pensar: antes de sair de casa, tudo funciona no piloto automático, e até que o amarelo saia de moda ele não será visto convivendo com nada dessa cor; talvez nem coma mais bananas, até a onda passar.

Ele estará sempre ou muito à frente do seu tempo, ou lá atrás, bem longe. Um inconformado não iria, por dinheiro nenhum, passar o Réveillon ou o Carnaval em Salvador ou Trancoso; para ele, isso é coisa de um passado remoto, já vivido, ou talvez de um futuro, um dia.

Recentemente foi obrigado a deixar de lado o vinho rosé, de que gostava tanto -e até bebia com duas pedrinhas de gelo- para não fazer parte da turma que descobriu, em 2007, esse tão antigo vinho da Provence. Teve que rever seus gostos, pelo menos por aqui, para não fazer parte do mundo dos que seguem a moda de perto demais.
Os inconformados sofrem.

Não que sejam pessoas difíceis; elas apenas gostam de andar na contramão, e isso em tudo. Um inconformado só freqüenta praias no inverno, não vai a restaurantes da moda, e seu roteiro internacional é, geralmente, um pouco de Paris, Veneza, Marrakech ou Capri - fora de estação, é claro. Nunca pisaram em Bali e estão esperando que passe a febre da Índia para poderem voltar a esse país tão lindo, hoje tão banalizado; preferem ficar em casa, inteiramente sós, a fazer parte de qualquer grupo que se guia por modismos.

Um inconformado detesta datas; não sabe do dia do aniversário de nenhum amigo e gostaria que esquecessem do dele. Quando pode, pega um avião, vai para bem longe e só volta uns dez dias depois da "data querida", mas nem sempre consegue se livrar; tem sempre um amigo ou uma amiga que lembra e dá os parabéns quando ele volta. E tem mais: se ninguém se lembrar, o inconformado é capaz de sofrer, se achando um rejeitado. Se não é fácil entender um inconformado, mais difícil é ser um deles.

O fim de ano dos inconformados é um verdadeiro suplício; quando vê um gorrinho de Papai Noel, os comerciais na TV anunciando o Natal, as guirlandas de luzinhas piscando, ele passa mal, e se alguém mandar um cartão de feliz Natal ou uma lembrancinha, quer se atirar pela janela. Passa tudo adiante imediatamente, mas felizmente empregadas domésticas e porteiros estão aí para isso mesmo. Entre 20 de dezembro e 6 de janeiro, em suas casas não entra uma só castanha, um só panetone, nada que lembre, de longe, o tal do Natal; e, se conseguir, durante esse prazo nem atende o telefone. Um problema, entender um inconformado.

Eles até tentam, mas não conseguem -e não por falta de esforço; a cada vez que fazem o que se costuma fazer nas datas certas, como todo mundo, sofrem, e muito. Depois de algumas tentativas, desistem, ficam como são, e pronto; mas fácil não é.
Basicamente, os inconformados não suportam ter que viver da maneira que foi determinada, seja lá por quem for, mas têm, pelo menos, um mérito: não obrigam ninguém a fazer o que eles querem, seja lá o que for.

Só um inconformado compreende outro inconformado, e como eles são poucos, geralmente passam a vida sós; sós e sofrendo, porque eles sofrem - mas preferem assim. Mas, de alguma maneira, não escapam de desejar, a amigos e a todos, um feliz Ano Novo.
Sendo assim, feliz 2008.


DANUZA LEÃO

Adoro cinema !

Adoro cinema, as vezes até demais !


Na faculdade uma das matérias que mais gostava era justamente
analisar os filmes e perceber as diferentes mensagens tanto verbais
ou aquelas subliminares (com suas diferenças de percepção e de persuasão).
Não importa !

Mas tem um filme muito estranho que assisti sózinha há uns 20 anos na chácara de um amigo em numa noite bem escura, David Bowie era um extraterrestre que caiu na Terra ( o nome do filme - Um homem que caiu na terra !) e que recebia mensagens
dos amigos atravéz dos filmes que assitia na tv.




Wau ... viajando muito na maionese, eu adorei este filme ! quer receber mensagem ? vai ao cinema !
vai lá sem acreditar no crítico de cinema,que não tava feliz naquele dia , que não entendeu a metade do filme, ou dormiu na outra metade, e pumba dá 1 estrelinha para o filme lindo que voce perdeu.
Toda vez que leio uma crítica bem ruim do filme, vamos lá porque merece !
é claro que isto não se aplica aos filmes da Xuxa !! dã ...

isto é cinema !

Leões e Cordeiros

este filme se resume em duas frases :

"If, if you don't STAND for something, you might FALL for anything !"

"What do you STAND for ?"

procurei no dicionário e a definição para stand for é :
a) significar, querer dizer. b) pretender. c) ter rumo para, velejar para.
d) auxiliar. e) ser responsável por, representar.
veja o significado que melhor lhe cabe !


Este é outro !

A maioria dos meus amigos sabem do meu fascínio pela Índia,

não é para menos, foi uma das melhores viagens até hoje !
Vou voltar com certeza, pois ainda tenho muito a aprender.



The Darjeeling Limited

Mas a crítica deste filme foi cruel
- "O filme é um misto de comédia e drama, mas não funciona muito com nenhum e nem outro"
Ok! ele não entendeu a mensagem  ô dó , vai ver um filme mais comercial,
tipo Rambo 4, o Stallone tomou um caminhão de hormônios para ficar musculoso.

Cada filme tem as suas mensagens,sejam elas verbais ou não, mas cada pessoa tem o seu momento para perceber ou captar a mensagem que quiser, depende de todo o contexto do filme.Banalizar um filme em simples rótulos ,também não funciona.

Tem duas questões interessantes neste filme:
1- Como pode o trem se perder, ele corre nos trilhos ?
Algumas pessoas até conseguem fazer e ter uma vida bem certinha e organizada,
mas já tentou planejar um pouquinho mais para tudo sair fora dos trilhos ???
Quer uma vida planejada, quer controlar tudo ?
Sei não ! não acho possível,
tudo pode dar para trás de uma hora para outra,
isto é o imponderável...

2- um dos irmãos questiona :
"Fico imaginando se nós três seríamos amigos realmente se não fossemos irmãos !
Wau...eu pergunto porque muitas vezes nos damos tão bem com amigos e as vezes,
tão mal com irmãos/irmãs ?

Outra questão - quantas vezes nos apegamos tanto a uma imagem e a realidade ,
é outra ?


e mais outro filme que amei !



Babel - é o filme sobre as diferenças de culturas e de comunicação !
está certo que estou envolvida com a cultura surda, mas o filme mostra
claramente que até os ouvintes têm problemas de comunicação, então a
questão dos surdos é mais um item no drama da vida.
É UM DRAMA !
e a nossa vida é dramática, podemos rir, sorrir, dar risada,
gargalhar,mas no fundo ...lá no fundo todos nós temos nossos dramas.